Vale a pena investir na vida sexual no casamento

16 de outubro de 2012

O tempo de relacionamento tem atrapalhado a intimidade de muita gente, afastando o marido da esposa

O sexo não é tudo em uma relação, mas é possível afirmar que se o relacionamento conjugal de um casal não vai bem é difícil haver total harmonia entre o marido e a esposa.

Hoje em dia, é muito comum entre os casais queixas relacionadas à falta de comunicação. Com o passar do tempo, a facilidade de se comunicar tem diminuído.

Na avaliação da psicoterapeuta Paula Cereda – porta-voz do livro “Entre lençóis” –, essa dificuldade de diálogo traz desgaste e distanciamento afetivo. Dessa forma, como é possível imaginar, a intimidade sexual do casal fica pesada e sem brilho.

“Para que o leito do casal fique preservado de desgastes é muito importante que os dois tenham compromisso em manter no dia a dia boas conversas, toques carinhosos e atenciosos, além do desejo por cativar a admiração do parceiro”, diz Paula.

Ela lembra que sem criatividade, cuidado e sedução tudo fica normal e corriqueiro. Dessa forma, a relação sexual se torna uma tarefa a ser cumprida.

“A falta de interesse é resultado de um processo de distanciamento físico e afetivo. Sendo assim, precisamos trabalhar o resgate da atração e da atenção. Ninguém gosta de rotinas, elas enjoam. Ninguém gosta de cobranças contínuas. Então, quando as coisas ficam frias é hora de tomar cuidado com conversas chatas. Em vez de só cobrar ou reclamar, encontrar motivos para brincar e rir é ótimo”, orienta.

Tempo pode ser um aliado

Para a psicoterapeuta, o tempo não precisa ser um inimigo. Ele pode se tornar um aliado se o casal souber usá-lo como um agregado de conhecimento.

“Para que o tempo não roube o interesse e o desejo do casal é necessário que exista sempre a busca curiosa pelo outro.”

É importante cultivar a preocupação em saber como o parceiro está, o que deseja e como surpreendê-lo. “Curiosidade, empenho, respeito, sedução e muito carinho podem manter uma relação viva por muito tempo”, garante Paula.

3 comentários:

Pra. R. Davis disse...

Muito obrigada pela postagem! Realmente importante esse assunto. Temos a tendência de nos acostumarmos tanto, tanto com nosso parceiro, que começamos a tratá-lo como parte da mobília... aí já viu né?! As coisas esfriam muito e tudo tem que ser bem quente e intenso!
Amem.

Cris Boanerges disse...

Ótimo post...disse tudo!

Osvaldino Monteiro disse...

O casamento sem sexo está fadado ao fracasso. Em caso de doenças ou acidentes, o outro teria que ter muita paciência e compromisso firme com Deus, caso contrário, não haverá continuidade. Só com muito amor mesmo.
Aquele ou aquela que pensa que sexo é só aqueles poucos momentos que passamos juntos entre 4 paredes não sabe o que é uma verdadeira relação sexual. Muitos são frustrados pela falta desse entendimento.
Tudo tem a ver entre os dois em todos os momentos em que estiverem juntos. Temos que estar atentos aos diálogos, à higiene etc.
Vou parar por aqui, senão você vai ficar pensando que sou sexólogo. rs.
A graça e a paz de Cristo.

Página Anterior Próxima Página Home